Wanderlino Arruda
 
 

 

 
Montes Claros, Estado de Minas Gerais, Brasil. Entrevista marcada com o amigo e Autor do CEN, Wanderlino Arruda, para um bar perto do Município. Quando chegámos à bonita cidade de Montes Claros, logo procurámos o tal bar e lá encontrámos o Wanderlino. Cumprimentos, saudações e pouco tempo depois começámos a entrevista: -Wanderlino, para você, o Imaginário será um sonho da realidade ... ?: -"Olha Carlos, a ficção sempre acaba se baseando, pouco ou muito, no real. Muitas vezes o imaginário é só uma breve antecipação. Praticamente tudo em Júlio Verne se tornou realidade". – Para você, qual o cúmulo da beleza, e, da fealdade ... ?: -"Beleza, o pôr do sol em Brasília, em qualquer época do ano; fealdade, qualquer cena de horror e de desonestidade". – O dia começa bem se ...?: -"Começar cedo, com um café bem gostoso, leitura dos jornais e passeio pela Internet". – Que influência tem em si a queda da folha e a chegada do frio ... ?: -"Gosto do frio e acho lindo a queda das folhas no Outono (Infelizmente não temos as duas coisa no Brasil ...)". – Quais as personagens que mais admira ... ?: -"Uma personagem real de Montes Claros: o antropólogo, escritor e político Darcy Ribeiro; meu avô João Morais, o homem mais feliz que conheci, meu sogro João Rego, sábio em todos os sentidos". – Como vai de amores ... ?: -"Sempre bem de amores e de bem com a vida". – De que mais se orgulha ... ?: -"De ter uma família unida: Olímpia, sete filhos e sete netos, oito irmãos. De ter bons companheiros em muitas instituições". – Quais os maiores desafios que aceitou até hoje ... ?: -"O de formar administradores do Rotary Internacional, em Los Angeles, USA, e o fundar muitos Rotary Clubs (20 no Brasil)". – Seus passatempos preferidos ... ?: -"Viagens, hidroginástica, leitura, Internet, pintura". – Qual a sua melhor qualidade, e, maior defeito ... ?: -"Qualidade, a perseverança; defeito, exigir muito das pessoas". – Qual a característica que mais aprecie em si, e, nos outros ... ?: -"Em mim, a capacidade de trabalho, o acordar e levantar muito cedo; nos outros, a coragem de tomar decisões e o viver com optimismo". –Uma imagem do passado que não quer esquecer no futuro ... ?: -"A de ser sempre estudante, se possível até ao último dia de vida". – Quando o Wanderlino era criança ... ?: -"Gostava de leitura, declamação, passeios no campo, banho nos rios da pequena cidade onde nasci: São João do Paraíso (MG)". – Que género de filma daria sua vida ... ?: - "O de "self made man". – Como se auto-define ... ?: -"Um homem de fé, um viajante sempre de volta para Montes Claros". – A cultura será uma botija de oxigénio ... ?: -"Cultura é importantíssima na existência dois povos. Não há povo independente sem cultura própria". – Que vício gostaria de não ter ... ?: -"A pressa". – O arrependimento mata ... ?: -"Arrependo só do que deixei de fazer". – As piadas às louras são injustas ... ?: -"Muito, como seriam também as sobre as morenas". – E se, de repente, lhe oferecerem flores, isso é ... ?: -"Flores são sempre dádiva de Deus, para embelezar os jardins e a vida. Mais considerações para a pessoa que me ofereça". – O que é para o Wanderlino, o termo Esoterismo ... ?: -"Privilégio de iniciados. O invísival é sempre mais forte do que p visível. Triste de quem precisa ver a apalpar para ter uma crença". – Acredita na reencarnação ... ?: -"Sim, com profunda consciência. O corpus in destrutível e eterno do ser é a alma; a matéria apenas uma vestimenta provisória. Sou espírito, tenho corpo". – Acredita em fantasmas ou em "almas do outro mundo" ... ?: -"Os espíritos. Seres individuais concretos com existência própria, existem independentemente da nossa crença ou da nossa descrença. Somos da comunidade, em vestimenta carnal" – Acredita em histórias fantásticas ... ?: -"Nem sempre. Mas que são deliciosas, são". E aqui fizemos uma pausa para o almoço. Fomos almoçar a um restaurante nos arredores de Montes Claros, onde almoçámos "Carne de sol, de dois pelos, assada no espeto", acompanhada por cerveja gelada". Durante o repasto, o nosso entrevistado foi-nos falando de Montes Claros :- "Montes Claros, MG, Brasil, cidade localizada a 430 quilômetros de Belo Horizonte, mil do Rio de Janeiro e São Paulo, novecentos de Salvador e setecentos de Brasília-DF, é terceiro entroncamento rodoviário do país. Montes Claros tem cerca de 350.000 habitantes e é chamada a Cidade da Arte e da Cultura. A Escola Estadual de Artes Lorenzo Fernandez tem 3.500 alunos; a Universidade Estadual mantém trinta cursos, com cerca de 4.000 matrículas em 27 cursos. Além da Unimontes, funcionam mais três unidades de cursos superiores: a Funorte, a Faculdade Pitágoras e a Faculdade Santo Agostinho. O lazer conta com vários clubes sociais: Automóvel Clube, Clube dos Fazendeiros, AABB e Ferroviário; campestres: Pentáurea e Lagoa da Barra. Muitas são as praças e jardins, com alguns monumentos. Um único museu, odo Folclore, retrata bem os costumes populares do Catopé, Caboclinhos, Marujadas, São Benedito, Nossa Senhora do Rosário, todos de origem portuguesa. Na agenda cultural, o Festival Internacional do Folclore, o Festival Nacional do Pequi e o Salão Nacional da Poesia - Psiu Poético. A cidade conta com um Distrito Industrial e numerosas instituições, destacando-se a Academia Montesclarense de Letras, a Sociedade das Amigas da Cultura, nove Rotary Clubs, quatro Lions Clubes, doze lojas maçônicas, um Elos Clube da Comunidade Lusíada, um Batalhão do Exército e um ComandoRegional da Polícia Militar de Minas Gerais. Há dois canais de televisão: Globominas e TV Gerais, seis estações de rádio, uma revista mensal,dois jornais diários e um semanal,. Há quatro vôos diários para Belo Horizonte, servidos por três companhias aéreas!". Depois do almoço voltámos a Montes Claros, ao mesmo barzinho, onde fizemos a última parte da entrevista: - Wanderlino, para você, Deus existe ... ?: -"De todo o sempre. O único ser genuinamente concreto, porque independente de tudo que existe no Universo, que é criação dele". – Que livro anda a ler ... ?: -""El Siglo de las Luces", de Alejo carpentier – "Paulo e Estevão", de Emmanuel (Francisco Cândido Xavier)". – Autores e livros preferidos ... ?: -"Guimarães Rosa (Grande Sertão Veredas); Humberto de Campos (Memórias); Machado de Assis (o romance psicológico); Luís de Camões (o épico e o lírico), Florbela Espanca e Fernando Pessoa (toda a obra)". – Música e autores preferidos ... ?: -"Música brasileira, portuguesa, argentina e italiana. Autores diversos". – E o filme comercial que mais gostou ... ?: -"Ghost". – Para finalizar, vamos falar de sua obra literária ... ?: -"Tempos de Montes Claros", 1978; "Jornal de Domingo", 1982; "O dia em que o Chiquito sumiu", 1987; "Poemas de ouro Amor" (virtual), 2002; Crônicas (em espanhol), lançamento para fevereiro de 2003. Participação em diversas antologias regionais e nacionais. Meus trabalhos também podem ser encontrados na minha página pessoal, em inglês, português e espanhol – http://www.wanderlino.com.br - e o Montes Claros Cidade da Arte e da Cultura (inglês, português, espanhol e francês), várias outras em diversos assuntos".
         E assim falámos de: WANDERLINO ARRUDA
         Nascido a 03 de Setembro de 1934. Gerente geral (aposentado) do Banco do Brasil, continua na empresa como formador de pessoal. Professor (aposentado) da Universidade Estadual de Montes Claros, sendo membro do seu Conselho Editorial. Gosta de falar em público, formar profissionais, multiplicar entusiasmo, ensinar, transmitir crenças e valores.
 

CHARME-ESMERALDA

Teu charme é existência muita,
Olhar de pura esmeralda,
sorrisos de plena alegria,
verde alegria,
insinuante, encantadora.
És cada vez mais linda!
Tua beleza desfila manhãs
com cintilantes majestades,
sedução, magia,
mágica sedução.
Em tua presença,
tempo é não-tempo,
vôo e sonho, encantamento.
As horas passam depressa,
saltitantes, lúcidas, lúdicas,
ligeiras, ligeiras,
brisa em vento de mar,
ou em montanhas de Minas.
Dizendo que a vida ilumina,
tua inteligência vibra e voa
com entusiasmo paira-pairando,
em desfiles de pura poesia.
Por onde passas, por onde vives,
com teus olhos tão verdes,
o horizonte deixa saudades
em definitivas lembranças.
Cada manhã é tempo de ser feliz,
eternidade de ti,
eterno tempo.

CHUVA-LUZ PARA A MULHER-SEREIA

Por que olhar para cima?
Por que semimergulho no mar?
Braços querem abraços,
mãos dançam música sincera
em apertos do coração.
A luz redesenha chuvas e marcas de seios,
louros cabelos, pele de pêssego:
mulher-sereia,
mulher inteira, mulher sim,
mais do que mulher...
E porque sensível e linda,
enigmas suspiram no vento sul
nos mais róseos acalantos.


Formato de Carlos Leite Ribeiro – Marinha Grande – Portugal

 

 

Envie esta Página aos Amigos:

 

 

                                      

 

 

Por favor, assine o Livro de Visitas:

 

 

 

 

Todos os direitos reservados a Carlos Leite Ribeiro
Página criado por Iara Melo
http://www.iaramelo.com