Henriette Effenberger
 
 

 
 
 É sempre com prazer que vamos a Bragança Paulista. Combinámos a entrevista com a nossa amiga HENRIETTE EFFENBERGER num bar do centro da cidade e, quando entrámos encontrámos logo os nossos queridos amigos Wadad, Ana, e João. Enquanto a nossa entrevistada não aparecia, pois tinha ido a um instituto de beleza pôr-se ainda mais bela, estivemos em alegre cavaqueira (papo) com os nossos três amigos, e claro, bebendo também uns copos (cerveja –chop). Quando a Henriette chegou ao pé de nós, logo lançámos a primeira pergunta : - Para você, as piadas às loura são injustas ... ?: - “Óh Carlos, deixe-me rir ! Então você não vê que eu sou loira, bonita e inteligente ?”. Nem sempre concordamos com o que dizem os nossos entrevistados, mas desta vez tivemos mesmo de concordar. E a partir daqui começámos a entrevista : - Henriette, o dia começa bem para você, se ... ?: -“Se eu acordo depois das 10 horas”. – Que influência tem em si a queda da folha e a chegada do frio ... ?: -“Nenhuma ... dias frios precedem os quentes e tudo isso faz a vida se tornar cada dia mais interessante”. – Quais os seus passatempos preferidos ... ?: -“Ler, escrever, conversar e navegar na Internet”. – Para você, qual o cúmulo da beleza, e, da fealdade ... ?: -“Beleza, qualquer flor, por menor e mais insignificante que possa parecer; fealdade, crianças morrendo de fome”. – Que vício gostaria de não ter ... ?: -“O de fumar”. – Qual a personagem que mais admira ... ?: -“ Ficção ?: Lady Chatterley; Real ?: Che Guevara”. – Uma imagem do passado que não quer esquecer no futuro ... ?: -“Os primeiros passos do homem na lua”. – De que mais se orgulha ... ?: -“De ter conseguido viver com independência, de ganhar pelo meu sustento e ter uma grande capacidade de perdoar”. – O arrependimento mata ... ?: -“Não, mas judia”. – Qual foi o maior desafio que aceitou até hoje ... ?: -“A Presidência da Associação de Escritores de Bragança Paulista (por duas gestões consecutivas)”. – Quando você era criança ... ?: -“Era tímida, teimosa e chorona”. – Agora, qual a sua melhor qualidade, e, seu maior defeito ... ?: -“Qualidade, despreendimento de coisas materiais, determinação e independência; defeito, fumar demais e falar na mesma proporção (aqui entraria também teimosia que em alguns casos é determinação”. – Qual a característica que mais aprecia em si, e, nos outros ... ?: -“Em mim, a determinação; nos outros, a solidariedade”. – Como vai a Henriette de amores ... ?: -“Carlos, apaixonada !!!”. – Como é que você se auto-define ... ?: -“Uma pessoa confiável (mas continuo teimosa e chorona. Aprendi a adestrar a timidez”. – Que género de filme daria sua vida ... ?: -“Um romance de aventura, com alguns capítulos censurados”.
– Para você, a Cultura será uma botija de oxigénio ... ?: -“Não, a cultura é o próprio oxigénio” . – O que é para a Henriette o termo Esoterismo ... ?: -“Estudo de fenômenos que não compreendo”. – Acredita na reencarnação ... ?: -“Não sei”. –Acredita em fantasmas ou em “almas do outro mundo ... ?: -“Só os meus ...”. – O Imaginário será um sonho da realidade ... ?: -“Pra mim o imaginário é uma meta a ser cumprida”. – Acredita em histórias fantásticas ... ?: -“Não”. – Deus existe ... ?: -“No meu coração”. – A última pergunta antes do almoço : - E se, de repente, lhe oferecerem flores, isso é ... ?: -“Está mesmo a ver: É porque gostam de mim !”.
Fomos a um restaurante perto da casa da nossa entrevistada comer uma deliciosa feijoada, acompanhada de coca-cola para a damas e o bom vinho de Videira de Santa Catarina. Enquanto esperámos pela refeição e durante esta a Henritte foi-nos falando da sua Bragança Paulista: -
“Moro em Bragança Paulista- estado de São Paulo - Brasil. A cidade onde moro possui 130.000 habitantes, faz divisa com o estado de Minas Gerais e no início do século passado teve grande destaque político, sendo uma das primeiras cidades do estado a ter instalados luz elétrica e telefone. Há uma polêmica quanto ao nome da cidade - alguns historiadores acreditam que o nome foi dado em homenagem á família real Orleans e Bragança, mas uma outra versão diz que, enquanto vila, existia no local um acampamento para tropas que viajavam de Minas Gerais para São Paulo e o dono da estalagem chamava-se Zé Bragança e os tropeiros marcavam encontros para descanso e troca de mercadorias "no Bragança". A cidade que já viveu da agricultura ( café e batatas já foram responsáveis pela economia do município), hoje tem atividades econômicas bastantes diversificadas: algumas indústrias de grande porte, um bom comércio e é também centro universitário por conta das várias faculdades que compõem a Universidade São Francisco. Pontos turísticos: Lago do Taboão, Represa do Jaguari ( com suas marinas e esportes náuticos), Jardim Público. Poucos monumentos ornam a cidade: ao Soldado Constitucionalista na Praça 9 de Julho e outro em homenagem à colonia japonesa radicada em Bragança Paulista, inaugurado em julho passado. Igrejas principais: Catedral ; N;Sra. do Rosário e Sta Terezinha ( esta com afrescos do artista plástico Sérgio Prata - vale a pena dar uma olhada no site dele: www.sergioprata.com.br)”.
Depois de bem almoçados, fomos para uma esplanada bem um whiky velho e fazer a última parte da entrevista: - Que livro anda a Henriette a ler ... ?: -“Os Carretéis do alfaiate Vitório (ainda inédito, de um amigo querido)”. –Autores e livros preferidos : -“Prosa brasileira: João Ubaldo Ribeiro “Viva o Povo Brasileiro !”. Poesia brasileira : Vinícius de Moraes; Mário Quintana, João Cabral de Melo neto, Ferreira Gulart. Autor estrangeiro: Emile Zola, Baudelaire, Fernando Pessoa, Florbela Espanca, Sartre, Gabriel Garcia Marquez, entre muitos outros”. – Música e autores preferidos : - “Caetano Veloso, Chico Buarque de Holanda, Elis Regina, Ivan Lins, Fagner, entre os brasileiros e Elvis Presley, Beatles, Billie Holiday, entre os estrangeiros. E todos os clássicos, com uma ligeira inclinação para Chopin e Bach”. – O filme comercial que mais gostou ... ?: -“Lua de Fel”, de Planski – “Vidas Amargas”, com James Dean – e “Casablanca”, como é óbvio !”. – Henriette, fale-nos da sua obra literária ... ?: -“Tenho muita coisa escrita, mas publicada tenho “A Ilha dos Anjos”. Posso ser vista em www.asesbp.com.br “. – Para terminar: - Qual a sua ocupação profissional ... ?: -“Escritora, oras ! (mas já fui bancária (tesoureira aposentada do Banco do estado de São Paulo S/A)”.
Assim falámos de: HENRIETTE EFFENBERGER
Nascida a 29 de Junho de um belo ano.

Do banho...
Acontece sempre essa emoção
( tamanha !)
quando, depois do amor, o meu amor
se banha...
Ouço o ruído da água escorrendo
docemente,
enquanto se forma uma densa cortina
com o vapor da ducha quente.
A despeito de minha miopia
e o do banheiro enfumaçado,
consigo ver os contornos de seu corpo
refletidos no espelho embaçado.
E ele ao se sentir observado,
me sorri, quase encabulado,
desenhando, no vidro, com os dedos,
um coração flechado...
Não mais resisto,
molho-me toda em seu abraço,
( pouco me importa se é pequeno o espaço !)
e sob a água do chuveiro,
tenho, de novo,
meu homem por inteiro...

Formato Carlos Leite Ribeiro

 
 

 

Envie esta Página aos Amigos:

 

 

                                      

 

 

Por favor, assine o Livro de Visitas:

 

 

 

 

Todos os direitos reservados a Carlos Leite Ribeiro
Página criado por Iara Melo
http://www.iaramelo.com